Ações da Patrulha Maria da Penha impedem novos casos de agressão a mulheres na capital maranhense

A Patrulha Maria da Penha tem como principal objetivo garantir apoio e proteção à mulher vítima de violência, executando acompanhamento e atendimento a essas mulheres de maneira humanizada e inclusiva. Dentre as ações desenvolvidas pela patrulha Maria da Penha estão o acompanhamento de ocorrências das mulheres vitimas de violência. Neste domingo (24/06) os policiais de serviço na unidade receberam dois chamados de vítimas que possuem medidas protetivas contra seus agressores.

O primeiro caso aconteceu no bairro Nova Terra onde a vitima ligou para o numero de celular da viatura de serviço pedindo apoio. A mesma foi vitima de agressão física nesta madrugada por volta das 2h. Saiu da sua casa com sua filha de 5 anos que presenciou toda briga em busca de abrigo na casa de sua amiga. Ao amanhecer foi para casa de sua mãe no Residencial Orquídeas. Foi solicitado por ela que os policiais acompanhassem-na até o local onde ocorreram as agressões. Chegando lá o agressor não se encontrava, os policiais fizeram buscas e o encontraram nas proximidades. Foi dado voz de prisão ao mesmo. Entregue na Mulher Brasileira sem lesões corporais.

O segundo caso aconteceu no bairro do São Francisco e também foi oriundo de ligação para o número de celular funcional da viatura, neste caso a vítima informou que assim que o autor foi citado pelo oficial de justiça pela manhã, o mesmo fez ameaças à vítima e proferiu palavras de baixo calão contra a sua honra. Os policiais deslocaram-se até o local para averiguações, foi constatado que o agressor estava nas proximidades da residência da vítima, à menos de 10 metros. Foi dada voz de prisão a ele que foi conduzido à casa da Mulher Brasileira sem lesões corporais.