Comandante Geral apresenta planejamento da PMMA para o carnaval 2012

destPlanejamento Estratégico de Segurança para o Carnaval 2012 foi apresentado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), ontem (15), no auditório do Quartel do Comando Geral da Polícia Militar, no Calhau. A segurança da festa se iniciará na quinta-feira (16) e se estenderá até a Quarta-feira de Cinzas (22), em todo o Estado.

O esquema de segurança foi apresentado pelo secretário-adjunto de Inteligência e Assuntos Estratégicos da Secretaria de Segurança do Estado, Laércio Costa. Estavam presentes, também, o comandante geral da Polícia Militar, coronel Franklin Pachêco Silva; o representante do comando geral do Corpo de Bombeiros, coronel Jonas Durans; diretor geral do DETRAN_MA; delegada Geral da Polícia Civil, comandante do Policiamento Metropolitano (CPM), tenente-coronel Jéferson Teles, entre outros representantes do Sistema de Segurança do Maranhão.

O esquema de segurança denominado  ´Operação Cidade Segura’, foi apresentado pelo chefe do Estado Maior da PMMA, tenente-coronel João Nepomuceno. O trabalho da PM será concentrado nos circuitos Deodoro/Rua do Passeio, Madre Deus, Praia Grande (nas quinta e sexta-feira) e Passarela do Samba. As barreiras serão instaladas nos principais circuitos da folia.

Na Ilha de São Luís, haverá reforço nas entradas e saídas, observando especialmente o Terminal da Ponta da Espera e a Estiva; os terminais de integração, paradas de ônibus e os locais de folia nos circuitos do governo e nos bairros. A PM utilizará um contingente de 1.017 homens, distribuídos entre os três municípios da Ilha, Raposa; São José de Ribamar e Paço do Lumiar.

O comandante Metropolitano, coronel Jeferson Teles, explicou que a intervenção será desenvolvida por meio do policiamento a pé, montado, motorizado e por meio de blitzen desencadeadas nas principais vias de acesso aos pontos da folia. ‘As operações de rotina vão continuar funcionando normalmente, independente da Operação Cidade Segura’, acrescentou.

O comando da PM orienta também que, em casos de necessidade, os cidadãos liguem para o serviço 190.