Educação na rota da Tocha Olímpica

colmilbrasao

Faltando menos de um mês para a Tocha Olímpica passar pelo Maranhão, as alunas Sara Gonçalves e Bruna Thamires, do Colégio Militar Tiradentes I (CMT), não escondem a felicidade e ansiedade do evento. Alunas da rede estadual de ensino, as meninas venceram o concurso de redação que selecionou estudantes da escola maranhense para participar do revezamento e condução da Tocha na capital e vão representar o estado nesse momento tão importante.

01

Primeiro e segundo lugar com notas 9 e 8,5, respectivamente, Sara e Bruna são alunas do 8º e 9 º ano do ensino fundamental e concorreram com outros 580 alunos. Com a experiência do concurso elas tiveram a oportunidade de estudar um novo tema e aprender a história dos jogos.

“Logo que fiquei sabendo da oportunidade de participar desse momento tão mágico para o Maranhão, comecei a me preparar e estudar muito sobre as olimpíadas”, explica Sara que estuda no Colégio Militar há um ano.

Para Bruna, apesar de toda a pesquisa para fundamentar a redação, o resultado foi uma surpresa. “Fiquei muito animada quando soube do concurso e pesquisei bastante, mas confesso que fiquei surpresa e muito feliz com o resultado”, completa a aluna que falou sobre o espírito olímpico em seu texto.

Bons resultados

O Colégio Militar I foi escolhido para participar do “Concurso de Redação O Brasil e os Jogos Olímpicos” porque é uma das escolas da rede pública que atingiu os melhores indicadores nacionais no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), medido pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

“Em 10 anos de história, o Colégio Militar Tiradentes já coleciona várias participações e boas colocações em competições nacionais como as olimpíadas de Matemática e História e menções honrosas em competições de foguetes, além de sempre classificar alunos entre os primeiros lugares no Enem. A escolha para participar do revezamento da tocha é mais uma conquista que vai para o nosso quadro de vitórias”, fala o Major Ricardo, diretor adjunto da escola há 8 anos.

Para Bruna que estuda no CMT desde o sexto ano, a disciplina e metodologia aplicadas nas aulas colaboram para o crescimento educacional de cada um dos alunos. “Essas conquistas são o reflexo do ensino que recebemos no dia-a-dia. Ainda falta um pouco de tempo, mas também já comecei a me preparar e estudar para o Enem. Fazer a redação para o concurso da tocha me ajudou a realizar um grande feito e espero que isso se repita na minha trajetória acadêmica”, fala entusiasmada.

Sara morava no Amazonas, um dos estados que receberão as competições de futebol das olimpíadas. Afirma que participar da passagem da tocha por aqui deve trazer a mesma emoção como se estivesse em seu estado. “Estou muito ansiosa para o evento. Para mim, a passagem da tocha significa um momento de muita união e alegria para nosso país”, explica a aluna de 14 anos.

Trajetória da Tocha

O Maranhão recebe a tocha olímpica no dia 12 de junho. Pela ordem estipulada pelo comitê olímpico, o símbolo esportivo chega a São Luis, segue para Barreirinhas, no dia 13, e termina sua passagem pelo Maranhão, na cidade de Imperatriz, no dia 14.