Governador dialoga com capelães e anuncia ampliação de Capelanias no Maranhão

Governo Flávio Dino

 

O governador Flávio Dino recebeu a visita dos capelães religiosos da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), nesta quarta-feira (28), no Palácio dos Leões. Na pauta do encontro, a apresentação das ações do Governo do Estado em todas as áreas e o diálogo para a expansão das Capelanias da PMMA, inclusive com a inclusão do Corpo de Bombeiros e do Sistema Penitenciário.

68480d7e-7f40-4948-9609-3dac7736b172-1024x682

Durante o encontro, o governador Flávio Dino fez uma exposição aos 14 capelães da Polícia Militar acerca dos investimentos realizados pelo Governo do Estado para superar a crise econômica que assola as federações do Brasil. Na apresentação, ele destacou o que tem feito para superar a pior relação policial/habitante que existia no estado, nomeando cerca de três mil policiais e chegando à marca recorde da história da corporação: 12 mil policiais. Além de ter ressaltado os investimentos em viaturas, armamentos para a redução de 29% dos homicídios no comparativo entre os quadrimestres de 2014 e 2017.

“Temos que expandir o trabalho da Capelania porque a Polícia Militar ampliou o número de servidores. E vamos aumentar mais ainda com a realização do concurso público previsto para este ano”, ressaltou o governador, que convocou os capelães para o diálogo sobre o processo de ampliação e dinamização da Capelania nos próximos anos.

O quadro de capelães da Polícia Militar atualmente é formado por 14 oficiais, entre evangélicos e católicos, que realizam trabalhos pastorais, celebrando liturgias, formaturas e dando assistência espiritual a todos os militares e civis.

O tenente-coronel Misael, capelão-chefe da PMMA, destacou que essa ampliação, além de abrir mais vagas para a Polícia Militar, vai criar Capelanias também no Corpo de Bombeiros e no Sistema Prisional. “É importante levar o alimento espiritual para essa gente que precisa, acima de tudo, dessa mensagem transformadora do evangelho de Jesus Cristo”, enfatizou.

De acordo com ele, o Governo do Estado é inspirado na palavra de Deus. “O governador é um homem de bem, de coração bom, você vê que é desprovido de vaidade. Ele quer melhorar não só alguns setores do Estado, mas todos os setores e, principalmente, a população. Nós temos plena convicção que ele vai continuar fazendo um Governo justo, sério, honesto e que só quem vai ganhar com isso é o Maranhão e os homens e mulheres de bem”, reiterou o capelão-chefe.

O secretário de Relações Institucionais, Pastor Porto, explicou que a Polícia não é só a dimensão do enfrentamento, mas que há também as questões espirituais e familiares, e por isso a importância das Capelanias. “Todos têm experiência no aconselhamento, ensino, intervenções que resolvem problemas graves dos policiais e de suas famílias. E essa decisão de ampliar o número de capelães significa comprometimento com a questão humanitária. São resultados que consolidam a missão que a gente tem”, sublinhou Porto.

02312 foto capelaes pmma 1 7393349306796548302-1024x578

Além de todos os capelães da Polícia Militar do Maranhão, também participaram da reunião o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, o comandante-geral da PMMA, coronel Frederico Pereira, e o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Célio Roberto.