Governo do Maranhão aumenta em 50% número de soldados da Polícia Militar

 logo governo
O número de soldados da Polícia Militar do Maranhão cresceu em mais de 50% após um ano de gestão do governador Flávio Dino. Somando aos 2.641 já existentes na corporação, mais 1.334 novos policiais já foram inseridos nas ruas do Estado, totalizando 3.975 combatentes com patentes de soldados. No total, foram formados 891 policiais em São Luís, 189 no polo de Imperatriz, 81 em Presidente Dutra, 69 em Caxias, 70 em Pindaré-Mirim e 44 em Pinheiro. Além dos policiais militares, foram incorporados mais de 200 policiais civis e 163 soldados do Corpo de Bombeiros em 2015, são mais de 1.500 novos profissionais na área da segurança.
 
Até o fim de 2014, o Maranhão era o estado com o maior déficit de policiais militares do país, com um efetivo de 8.409 militares, uma proporção de um policial para cada 832 habitantes. Com a incorporação, o efetivo da Polícia Militar passa a ser de mais de 9.700 policiais.

O trabalho de reestruturação das forças de segurança contempla tanto a ampliação do efetivo quanto investimentos direcionados à infraestrutura de trabalho, com aquisição de 300 novas viaturas, 100 motocicletas, equipamentos de comunicação e outros recursos importantes para a eficiência do serviço policial.

01
“É de forma positiva e necessária essa reestruturação nas polícias, pois todos os anos existem as saídas naturais de policias reformados, que são os aposentados. O governo Flávio Dino está atento para essa reposição de pessoal e de investimentos em material para aparelhar a polícia. É dessa forma que vamos conseguir colocar em prática as novas estratégias de policiamento, entrando, cada vez mais, nos bairros e consecutivamente atendendo cada vez mais pessoas”, disse o coronel José Frederico Pereira, que assumiu o comando da Polícia Militar do Maranhão (PMMA) no início desta semana.

Para que o aumento do efetivo fosse possível, foi determinado pelo governador Flávio Dino, em janeiro de 2015, a convocação de 1.500 novos policiais aprovados no último concurso. Após meses de preparo no Curso de Formação, os militares concluíram o treinamento no final de dezembro e começaram a trabalhar, reforçando as ações de segurança. O processo de formação dos novos policiais levou em consideração a complexidade que envolve suas operações. Com robusta carga horária de 1.250 horas/aula, o curso ministrou conhecimentos de Gerenciamento de Crises, Armamento e Técnicas de Abordagem Policial, Saúde e Segurança Aplicadas ao Trabalho Policial, Cultura e Conhecimento Jurídico, Missão Policial, Policiamento Comunitário, dentre outros conhecimentos.

Valorização

Mais uma importante ação na área da segurança foi a valorização dos policiais. Em 2015, o Governo do Estado reajustou os salários e concedeu o maior número de promoções na história da corporação. Foram mais de 2 mil policiais militares promovidos. Os membros do Corpo de Bombeiros também foram reconhecidos com mais de mil promoções.