Jungmann comenta resultados positivos da Operação Tiradentes II

Brasília, 16/5/18 – O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, falou nesta quarta-feira (16) sobre os resultados alcançados na Operação Tiradentes II, realizada pelas Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares em todo o Brasil, entre sexta-feira (11) e sábado (12). Durante 24 horas, foram realizadas quase 5 mil prisões em flagrante de pessoas envolvidas em crimes e mais de 1,3 mil salvamentos de vítimas de acidentes ou incêndios.

“Trata-se de uma demonstração inequívoca do trabalho realizado pelas corporações do Distrito Federal e dos 26 estados brasileiros, todos os dias. São milhares de vidas salvas diariamente por bombeiros e policiais militares no Brasil, seja prevenindo assaltos, homicídios, acidentes e incêndios, ou mesmo agindo para minimizá-los”, destacou Jungmann, que recentemente anunciou medidas para valorizar as instituições de segurança pública e fortalecer as ações no DF e nos estados.

Coordenada pelo Conselho Nacional de Comandantes-gerais das Polícias e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (CNCG), a Tiradentes 2 é a maior operação de segurança pública já realizada no país.

No período em que aconteceu, policiais militares de todo o país atenderam 46.958 ocorrências, ou seja, denúncias de crimes ou pedidos de ajuda da população. Eles também agiram para prevenir delitos, por meio de 350.711 abordagens. O resultado foi a prisão de 4.981 pessoas; a apreensão de 5.311 quilos de drogas, 532 armas de fogo e a recuperação de 902 veículos roubados ou furtados.

Ao mesmo tempo, os bombeiros militares fizeram 4.674 atendimentos pré-hospitalares de complexidades diversas, combateram 1.179 incêndios de diferentes proporções e salvaram 1.362 pessoas. O trabalho preventivo e técnico também rendeu 2.483 ações educativas para crianças e adultos, 6.900 vistorias contra fogo ou desabamento em estruturas, além de 48 perícias em locais de sinistros.

“Está de parabéns o CNCG, que planejou e coordenou a operação nacional, compilou os dados e informações relativas aos resultados”, disse o ministro.