Operação Impacto da PM sufoca o tráfico no bairro da Ilhinha

 

dest3Pouco mais de cem policiais militares, distribuídos em trinta viaturas, participaram da “Operação Impacto”, realizada no bairro da Ilhinha, na capital maranhense. A operação, que é realizada pelo Comando de Policiamento Metropolitano (CPM), começou no final da tarde dessa quinta-feira, 21, e se estendeu por toda a noite, com o objetivo de sufocar o tráfico de drogas na região, além de apreender armas de fogo e prender traficantes.

Nos primeiros cinco minutos da operação, dois indivíduos foram surpreendidos com drogas. Ao avistarem os policiais, Hugo Fabrício Ribeiro Conceição, de 19 anos, e Jarvi Figueiredo Fonseca, de 21 anos, tentaram se evadir do cerco policial. Os dois estavam em uma moto CG 150. Com eles, os policiais encontraram 12 pedras de crack.

Coronel Zanoni, comandante geral da PMMA, ressalta a importância de um trabalho sintonizado da Polícia com a comunidade. “Segurança pública não se faz só com polícia. É fundamental a participação da comunidade, que pode nos ajudar com informações precisas. Assim, as operações terão melhores resultados. A minha aspiração é trabalhar em parceria com a comunidade no combate ao crime”, disse o coronel.

Outras duas pessoas foram presas durante a operação. Ronisvalder Araújo Pimenta, de 26 anos, e Leandro Silva Ferreira, 23 anos (foragido da Penitenciária de Pedrinhas), estavam em uma casa abandonada, na Ilhinha, onde funciona um ponto de venda de drogas. Segundo os policiais, os dois suspeitos pertencem a uma facção criminosa.

Por determinação do coronel Zanoni, o Batalhão de Polícia Choque (BPChoque) atuará com cães farejadores de drogas e um maior efetivo policial nas operações. Policiais do 8º BPM e do Serviço de Inteligência também participaram da Operação Impacto na Ilhinha.