Polícia Militar intensifica combate ao crime no interior e efetua prisões

1

Ações da Polícia Militar foram deflagradas em duas regiões do interior do estado e culminaram na prisão de traficantes nas cidades de Estreito e Chapadinha. Além das prisões por tráfico de drogas, as equipes do 12º BPM e 16º BPM, recapturaram um foragido da Justiça e apreenderam armas e drogas.
 
    Na ação em Estreito, policiais militares do 12º BPM efetuaram a prisão de Mateus Passos da Conceição, 23 anos. Com ele foi foram encontradas 28 pedras de crack pronta para a comercialização e a quantia de R$234 reais. Ele foi conduzido à delegacia de Polícia Civil de Estreito.
 
Os outros traficantes a serem detidos foram Francisco Reinaldo Sousa, 40 anos e Deliciane do Nascimento Mendes, 21. Através de uma denúncia anônima, a PM foi informada que havia uma possível distribuição de drogas em uma residência no povoado Muquém, zona rural de Chapadinha. No local, as equipes do 16º BPM ao chegarem observaram a atitude do casal e assim que tiveram provas suficientes do crime de tráfico, adentraram na residência.
 
No interior do imóvel foram apreendidos 2,7kg de uma substância análoga a maconha; uma garrucha de fabricação caseira, oito cartuchos calibre 20, uma espingarda bate-bucha, além de armas brancas, uma motocicleta e dinheiro.

 Ainda na cidade de Chapadinha, o Serviço de Inteligência do 16º BPM apreendeu cinco adolescentes no bairro Novo Castelo.  Na ocasião foram apreendidos oito trouxinhas de crack, maconha e ainda uma faca artesanal.

 Foragido da Justiça
     No início da semana, a PM cumpriu o mandado de prisão preventiva no bairro São José, em Chapadinha, em desfavor de Renato da Conceição Lima, de 29 anos. No momento da prisão, a PM encontrou Renato em poder de uma garrucha. A ordem judicial foi expedida pela 1° vara da comarca de Chapadinha.

 Apreensão de arma
Em Mata Roma, na última quarta-feira (14), a guarnição de serviço do 16º BPM apreendeu armas de fogo e falcão. O material estava em poder de Raimundo Teixeira de Carvalho, de 50 anos. De acordo com a polícia, ele utilizou o material para agredir o filho de 12 anos. Familiares contaram à polícia que era constante as ameaças de Raimundo contra o filho, inclusive ameaças de morte com a utilização de arma.

2