Redes de proteção e contenção serão utilizadas em policiamento de distúrbios civis

Logomarca PM

A Polícia Militar do Maranhão agora conta com uma nova tecnologia utilizada em ações policiais em situações de protestos e distúrbios urbanos, são as redes de contenção Antidisturbios Tacrion. A corporação será uma das primeiras policias do país a adquirir o equipamento para utilizar em ações especiais.
Representantes da empresa Condor Tecnologias Não Letais realizaram na manhã de quarta-feira (20), no Quartel da PMMA, a apresentação do material ao Secretário de estado de Segurança Pública, Jefferson Portela, ao comandante geral da PM, coronel Frederico Pereira, coronéis do alto comando e comandantes de unidades da corporação.
Segundo o representante da Condor Tecnologias, a rede é de fabricação sueca feita de um material especial ultrarresistente, capaz de suportar até nove toneladas de força e resiste a chamas e cortes. A rede é montada em módulos de 35 metros de comprimento e dois metros e meio de altura cada um formando uma verdadeira barreira onde quer que seja colocada. Além disso, a Tacrion é facilmente montada em apenas seis minutos (por oito pessoas).
O equipamento chegou ao Brasil para substituir as cercas de ferro que têm sido usadas pelas polícias – em situações de protestos e distúrbios urbanos – para proteger prédios públicos, como assembleias legislativas, câmaras de vereadores, sedes de governo e prefeitura. Elas servem, também, como proteção de perímetro para isolar ruas.
Além da proteção que proporciona ao policial, outra grande vantagem da rede de contenção, é que ela substitui aproximadamente trinta policiais que poderiam fazer a barreira humana.

Sem título-1

Sem título-2