REFORÇO POLICIAL E PARCERIA COM A COMUNIDADE, BPTUR INIBE AÇÕES CRIMINOSAS NA PRAÇA NAURO MACHADO

fonte: Seção de Comunicação Social do BPTur.

SÃO LUÍS – Palco de atrações artísticas e culturais e rodeada por casarões antigos, a Praça Nauro Machado, situada no Centro Histórico de São Luís, atrai diariamente dezenas de turistas e frequentadores. Localizada numa das áreas mais turísticas da cidade, a praça conta desde novembro do ano passado, com o reforço no policiamento organizado pelo Batalhão de Polícia Militar de Turismo – BPTur.

O objetivo é garantir não só segurança e tranquilidade na praça e nas áreas adjacentes, com o incremento do policiamento, como também buscar uma aproximação com a comunidade para combater a ocorrência de delitos e crimes que possam ser cometidos na região.

A praça já contava com uma base do BPTur, onde funciona a terceira companhia, responsável pelo policiamento no Centro Histórico, mas desde dezembro o local passou a contar também com o reforço no policiamento ostensivo.

Com o aumento no contingente, o batalhão conseguiu ampliar sua área de atuação, além de conseguir, de maneira mais efetiva, realizar o patrulhamento de toda a área próxima à praça Nauro Machado

O resultado foi uma diminuição na ocorrência de crimes e principalmente do uso de substâncias entorpecentes, como a maconha, não só na Nauro Machado, como também nas ruas da Estrela, Portugal e 28 de Julho e nas praças da Criança, Faustina e Valdelino Cécio.

Além do acréscimo no número de policiais, o BPTur, por meio da 3º companhia, realizou em conjunto com a Vara da Infância e Juventude, na Praça Nauro Machado, ações para o combate da venda e consumo de bebidas alcóolicas para menores. As ações, realizadas nos dias de maior movimentação na praça, resultaram na apreensão de bebidas e retirada de jovens menores de idade que estavam consumindo álcool.

Em outra operação, dessa vez com a Defensoria Pública, o BPTur realizou a retirada de moradores de ruas que se encontravam na área da praça para abrigos sociais mantidos pela Prefeitura de São Luís.

Para o comandante do BPTur, Coronel Honório de Carvalho, os resultados positivos mostram a eficiência do reforço na Praça Nauro Machado: “Temos obtido resultados muito positivos não só na Praça Nauro Machado, como em todas as áreas turísticas de responsabilidade do BPTur, o que demonstra o trabalho sério e comprometido que todo o batalhão vem desempenhando na missão de garantir segurança não só para os turistas, mas para toda a comunidade”, afirmou.

Já para o comandante da terceira companhia do BPTur, Tenente Oliveira, a parceria com a comunidade é fundamental para combater a ocorrência de crimes na região: “O trabalho que nós estamos desenvolvendo busca ser pautado principalmente na filosofia de policiamento comunitário. Dessa forma, buscamos parcerias com as pessoas que trabalham e frequentam a região, para que possamos combater de forma incisava a criminalidade.

Para quem trabalha ou frequenta a praça, o aumento da sensação de segurança é perceptível. É o que afirma Neto Duarte, que mora há 20 anos no Centro Histórico e tem uma barraca de lanches na Praça Nauro Machado. Para ele, o reforço no policiamento tranquiliza quem diariamente precisa trabalhar na praça.

“Hoje eu me sinto mais seguro. Sei que posso trabalhar tranquilo e que, se algo acontecer, a polícia vai poder dar uma resposta mais rapidamente. Então isso nos deixa muito feliz”, elogiou.

Trabalhando há dois anos na Rua da Estrela a comerciante de artesanato, Flávia Martins, também reconhece a mudança na segurança da praça, “A segurança é muito importante para quem trabalha aqui, porque se um turista não se sente seguro, ele não vai vir e consequentemente não conseguimos vender nossos produtos. Então eu fico muito feliz que tenha mais policiais, porque isso garante até mesmo o nosso trabalho” salientou.

Pela terceira vez em São Luís, o turista Alemão Joaqui Schmidt afirmou que se sente muito mais seguro em São Luís, do que em outras grandes capitais brasileiras. “Gosto muito de São Luís, porque acho a cidade muito mais segura do que outras capitais grandes como Rio ou Salvador. Isso faz com que me sinta muito bem”, finalizou.