SSP realiza coletiva do balanço final de segurança do carnaval 2018

Cúpula de Segurança Pública se reuniu no Auditório Leofredo Ramos, localizado nas dependências da SSP –MA / Av. dos Franceses / Outeiro da Cruz, na manhã desta quinta-feira (15), para tratar e apresentar o balanço final dos dados relacionados a segurança do carnaval 2018.

 2

Na ocasião foram explanados todos os dados ligado aos números da segurança do Estado, primando pela transparência, onde se fizeram presentes todos os representantes das instituições ligadas à SSP (Polícia Militar, Civil e Corpo de Bombeiros), onde apresentaram a prestação de contas dos registros feitos do período carnavalesco.

 “ 0% de ocorrências no circuito de carnaval 2018, é o que afirma o Secretário de Segurança, Jefferson Portela. Onde nem brigas de rotina fizeram parte, mas teve como grande destaque a circulação de crianças no período da tarde e idosos, ou seja, famílias podendo utilizar espaços públicos, que é o certo, espaço público não é para malignos afastar as pessoas de bem e sim o contrário, as pessoas de bem devem ocupar os espaços que lhe são de direito.

E assim, se fez presente o maior público da história do carnaval maranhense nas ruas da grande Ilha, garantido com o trabalho gigantesco da polícia militar no circuito de carnaval, e para aqueles que tentaram adentrar aos locais, com armas e drogas, foram impedidos e levados para os plantões extraordinários da Polícia Civil do Maranhão. No geral o estado teve o controle da diversão carnavalesca, o crime não teve condição de agir nos circuitos, os eventuais confrontos em outras áreas acontecem durante o ano todo, mas todos eles têm a marca da redução.

A margem de queda da tendência de crime é clara e direta, fora isso temos o controle das ações violentas, com apreensão de armas, no total de 80 armas de fogo apreendidas no Estado do Maranhão além das prisões e isso tem influência direta na taxa de redução de ações violentas”. Conclui.

Com relação aos dados CVLI no período oficial do carnaval que compreendem os 04 municípios que são: São Jose de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa e São Luís das 18h00 da última sexta-feira (09), até as 07h00 da quarta-feira (14), tiveram apenas 06 mortes violentas em 2018, 05 homicídios dolosos e 01 latrocínios. No ano 2017, foram 12 mortes violentas, 11 homicídios e 01 latrocínio, com isso a redução dos casos estão claras. No período de 01 a 14 de fevereiro do ano de 2017 foram 32 CVLI e no mesmo período deste ano foram 16, portanto se trata de um trabalho de redução. Foi reduzido 50% dos CVLI, não só no período carnavalesco, mas também no mês.

 “Em relação ao crime contra a mulher teve uma forte campanha de toda rede de articulação de atendimento à mulher em situação de violência, não apenas a segurança pública mas todos os organismos que atendem a mulher em situação de violência de gênero.

 1

Fizemos um trabalho preventivo bem forte através de campanhas, palestras, entrevistas, informações além de que houve uma capacitação através da Polícia Militar para que os policiais que fossem trabalhar na rota de carnaval pudessem ter informações corretas do que deveria ser feito em situações que as mulheres o acessavam, em função disso os Policias já saiam às ruas sabendo como seria feito o atendimento. Na Polícia Civil também foi feita articulação com toda a rede de atendimento à mulher em situação de violência com a vara especializada, a Secretaria de Estado da Mulher também levou essa bandeira através dessa campanha preventiva de combate ao assédio de dizer: QUE NÃO É NÃO.

 E em função de tudo isso que aconteceu e estando de plantão 24h00, o específico de gênero durante todo esse período carnavalesco, com a equipe policial completa na Casa da Mulher Brasileira, o número de assédios ocorridos nesse período carnavalesco na região metropolitana foi “zero”. O número de denúncias de mulheres que procuraram e acessaram o serviço dizendo ter sofrido algum tipo de assédio e que poderia configurar como crime, foi “zero”. Só temos enquanto rede de atendimento à mulher em situação de violência e enquanto Sistema de Segurança Pública a comemorar por esse carnaval ter sido um carnaval de tranquilidade para as mulheres que frequentaram a região metropolitana. Com tudo ainda tivemos à disposição da mulher, a Patrulha Maria da Penha, que foi de suma importância. Afirma, Delegada Especial da Mulher, Kazumi Tanaka

Estiveram presentes na ocasião, Delegado Geral da Polícia Civil, Leonardo Diniz; Comandante da PMMA, Coronel Pereira; Comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Maranhão (CBMMA), Coronel Roberto; Delegada Especial da Mulher, Kazumi Tanaka; Subcomandante da Polícia Militar, Coronel Luongo; comandante do BPRV, Tenente-coronel Carlos Augusto Magalhães; Superintendente de Policia Civil do Interior, Dicival Gonçalves dentre outras autoridades.

 

Por Carla Andrade / SSP – Ma