Suspeitos de homicídio de adolescente na porta de escola em Pedrinhas são presos pela PM

Logomarca PM

Uma ação conjunta do Serviço de Inteligência do 1º BPM e 6º BPM e do Grupo Tático Móvel (GTM) culminou, nesta manhã de sexta-feira (21), na prisão e localização de dois suspeitos de envolvimento no homicídio de Jeferson Sousa, de 16 anos, crime ocorrido na porta da Unidade Escolar Básica José Gonçalves do Amaral Raposo, no bairro de Pedrinhas, na noite de quarta-feira, 19. João Fernando dos Santos Rodrigues, conhecido como “neguinho da bacia”, morador da estrada da Vitória, s/n, Murtura, Pedrinhas e Guilherme Luis de Araújo Silva, o “Guilherme de Pedrinhas”, residente na Rua das Flores, nº 21, Pedrinhas foram detidos em suas residências, após a polícia militar fechar o cerco contra os dois suspeitos.

De acordo com o coronel Egídio Amaral, do Comando de Policiamento de Área Metropolitano III (CPAM), “Guilherme de Pedrinhas” foi quem disparou contra o adolescente. Ele também é apontado como integrante de um grupo criminoso que age na zona rural de São Luis. Ele é considerado foragido da Justiça, pois não teria retornado ao Complexo de Pedrinhas, após ser beneficiado com uma saída temporária.

Ainda segundo a polícia, “neguinho da bacia” é considerado o braço-direito de um traficante que age na área identificado como “melke”, que também é considerado foragido da Justiça. Pesam ainda contra a dupla presa, o envolvimento em assaltos, homicídios e estupros na região.

 “A prisão de ‘Guilherme de Pedrinhas’ e ‘neguinho da bacia’ é um duro golpe no tráfico de drogas da região. A população da zona rural de São Luis pode se tranquilizar que a Polícia Militar continuará combatendo todos os crimes”, afirmou o coronel Egídio  Amaral.

Na ação foram apreendidas sete munições, sendo três ponto 40 e quatro calibre 38; aproximadamente 40 gramas de substância semelhante à crack; 17 cabeças de crack; 10 gramas de maconha; uma balança de precisão; dois aparelhos celulares, uma faca, além de material para embalar a droga. Os dois suspeitos foram conduzidos ao 12º DP, no Maracanã, onde foram autuados em flagrante.

2