21 de ABRIL: DIA DE TIRADENTES, PATRONO DAS POLICIAIS MILITARES

Patriota, idealista e determinado, assim podemos definir o patrono das policiais Militares do Brasil. Joaquim José da Silva Xavier, alcunhado de Tiradentes por ser dentista prático, é, sem dúvida alguma, o maior herói brasileiro. Seu feito de coragem e amor à Pátria fez com que se destacasse entre todos os outros que tombaram nas revoltas que lutaram pela Independência do Brasil. O movimento do qual Tiradentes fez parte, a Inconfidência Mineira, pretendia libertar o Brasil de Portugal.

Tiradentes, considerado o líder da Revolução, nasceu em 17 de novembro de 1746 no Estado de Minas Gerais. Foi mascate, minerador e dentista prático. Aos dezoito anos optou pela carreira das armas, alistando-se, em 1º de dezembro de 1775, no posto de Alferes, no Regimento de Dragões de Minas Gerais, equivalente à Polícia Montada dos dias atuais.

A Independência do Brasil se tornou o motivo de sua vida, pois se entregou de corpo e alma ao movimento, e assim, radicalizou sua posição a ponto de não se importar com a entrega da própria vida naquela revolução, preparada silenciosamente por homens notáveis.

Tiradentes foi condenado à forca, sendo executado em 21 de abril de 1792, no Rio de Janeiro. Partes do seu corpo foram expostas em postes na estrada que ligava o Rio de Janeiro a Minas Gerais, sua casa foi queimada e seus bens confiscados.

O Alferes da Inconfidência honrou com a própria vida, valores éticos e morais, valores estes que são inerentes à atividade policial militar. Ainda que este movimento de libertação não tenha alcançado seus objetivos, a participação de Tiradentes foi um importante fator para a formação da Nação Brasileira.

Tiradentes sempre será exemplo de honra e motivação para nossa labuta diária no cumprimento de nossa missão constitucional, superando obstáculos existentes na garantia dos direitos à segurança, à igualdade, à liberdade e à vida com dignidade à sociedade maranhense.

Ao nosso Patrono nossas sinceras homenagens.

Coronel Jorge Allen Guerra Luongo

Comandante Geral da PMMA